Aquafina é o nome da marca da PepsiCo que, no início de 2020, passará a vender água em latas de alumínio, substituindo o plástico por uma alternativa que acha mais sustentável.

Embora a empresa reconheça que já existem muitos tipos de água com gás em recipientes de alumínio, beber de uma lata seria “um comportamento mais novo para muitas pessoas”.

“Nosso objetivo é estar um pouco à frente dos consumidores e ajudar a empurrá-los na direção certa” – disse Stacy Taffet, supervisora responsável pelas marcas de água da Pepsi.

Os consumidores também estão cutucando a Pepsi. Nos últimos anos, o sentimento do público voltou-se contra itens plásticos de uso único, que podem acabar se acumulando em aterros sanitários ou flutuando nos oceanos. Em todo o mundo, apenas 9% de todo o plástico já produzido foi reciclado; Em contrapartida, 67% do alumínio comprado pelos consumidores todos os anos é reutilizado.

Pepsico vai produzir água em lata para reduzir plástico

O alumínio é um material muito mais reciclado do que o plástico. O Brasil inclusive é um dos líderes mundiais desse setor. Em 2017, o índice de reciclagem de latas de alumínio para bebidas vendidas alcançou 97,3%. Para efeito de comparação, o índice de reciclagem de plástico no Brasil é de cerca de 25%.

Segundo a Associação Brasileira do Alumínio (Abal), de 303,9 mil toneladas de latas de alumínio para bebidas colocadas no mercado em 2017, 295,8 mil toneladas foram recolhidas e recicladas.

A Pepsico divulgou que ainda não vai eliminar totalmente o uso do plástico, mas que a nova iniciativa vai retirar da indústria mais de 8 mil toneladas de plástico virgem, ou seja, não reciclado. A empresa também se comprometeu a usar apenas plástico que for reciclável, compostável ou biodegradável em suas embalagens até 2025, e também a produzir suas garrafas plásticas usando 25% de material reciclado.

E os consumidores já se acostumaram ou até mesmo receberam bem as latas de cerveja, cerveja artesanal e até vinho. A Pepsi também planeja vender sua água gasosa Bubly em latas e colocar a Lifewtr, uma água purificada que contém eletrólitos, em garrafas feitas inteiramente de plástico reciclado.

Mas há um limite para o quanto a nova embalagem ambiental da Pepsi pode alcançar. Embora colocar água em latas de alumínio e plástico reciclado seja um passo à frente para a indústria, a melhor maneira de os consumidores protegerem o meio ambiente seria abandonar totalmente a água embalada, disse Peter Gleick, autor de um livro sobre água engarrafada.

 

Fontes: O Globo e Revista Planeta