Rasip apresenta embalagem de maçãs com realidade aumentada

Rasip apresenta embalagem de maçãs com realidade aumentada

A Rasip, empresa controlada pela RAR, passa a comercializar bags de maçã da linha Looney Tunes com realidade aumentada. As embalagens plásticas contém um quilo da fruta. A novidade tem como objetivo a interação com o público infantil. Para ativar a realidade aumentada, basta apontar a câmera do dispositivo móvel (smartphone ou tablet) conectado à internet (3G, 4G ou WiFi) para o código ativador impresso na embalagem. Assim, a câmera capta o objeto que contém o conteúdo virtual e, por meio de um algoritmo, busca imagens que atuam como gatilhos da realidade aumentada gerando uma interação entre ambiente virtual e real. Em seguida, envia as imagens, em tempo real, para o aplicativo, permitindo que as fotos sejam salvas na galeria do aparelho. “Por meio dessa tecnologia, a RAR dará vida aos personagens das embalagens. A ação visa aproximar as crianças da marca, mas também gerar momentos de descontração entre pais e filhos relacionando a alimentação como um momento divertido para os pequenos”, explica o diretor-superintendente da RAR, Sergio Martins Barbosa. Ele conta que a Rasip, empresa controlada pela RAR que produz e comercializa as maçãs, possui os direitos de uso da marca Looney Tunes desde 2008 e sempre busca manter o vínculo com o público infantil. Fonte: Embalagem Marca / Mundo do...
Del Sole lança embalagem em lata

Del Sole lança embalagem em lata

O Del Sole, líder de vendas no Brasil na categoria Filtrado Doce, ganha mais uma opção em embalagem: a lata. A novidade é apresentada pela Cooperativa Nova Aliança, com sede em Flores da Cunha, com o objetivo de desmitificar o processo de escolha e consumo, além de levar uma mensagem mais leve, descontraída e menos burocrática da bebida. O Del Sole em lata (269 ml) pode ser encontrado nas versões branco e rosé. O pack com duas latas também é opção. O valor médio de cada lata será de R$ 8,00. Segundo o coordenador de Marketing da cooperativa, Vinícius Fruet, o modo de consumo do brasileiro está mudando. “Queremos criar um produto que se identifique com o perfil Brasileiro. Produtos mais práticos, acessíveis e que não precisem de regras, nem ocasião para serem consumidos. O Del Sole em lata chega ao mercado para tornar o dia a dia do brasileiro mais leve e alegre, como se caracteriza a própria bebida”, explica Fruet. De acordo com o gerente comercial da Cooperativa Nova Aliança, Fernando Matana, o lançamento de um produto em lata é, também, uma demanda feita pelos fãs da marca, que gostariam de beber Del Sole em ambientes como casas noturnas, que não permitem o consumo de produtos em embalagens de vidro. “Vimos ali um nicho de mercado que para a cooperativa é muito importante”, explica. Matana ainda pontua que o produto é de consumo corrente e tem o apelo se ser bebido gelado. O produto em lata de alumínio preserva os atributos da bebida. Além de manter isolado da luz, é prática, mais portátil, fácil de gelar e...
Design das medalhas olímpicas de Tóquio 2020

Design das medalhas olímpicas de Tóquio 2020

O comitê organizador da Olimpíada 2020 revelou o design das medalhas olímpicas feitas a partir de metais reciclados. Após uma competição para projetar a nova medalha olímpica – e uma chamada para coletar dispositivos eletrônicos usados ​​- a Tokyo 2020 apresenta o projeto vencedor por Junichi Kawanishi que foi fabricado a partir de metais reciclados. Nos últimos dois anos, o comitê organizador dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Tóquio de Tóquio recolheu antigos aparelhos do Japão para criar a medalha desvelada que é 100% sustentável e reflete as aspirações ambientais do evento global. O próprio desenho das medalhas de ouro, prata e bronze foi concebido para aparecer como “pedras brutas que foram polidas”. Selecionadas entre mais de 400 inscrições, as peças imaginadas por Junichi Kawanishi refletem temas de glória e a noção de que “os atletas precisam lutar pela vitória diariamente”. Considerando o espírito internacional dos jogos, as medalhas também pretendem incorporar a diversidade e a idéia de o mundo se unir para o evento épico esportivo. -É uma grande honra ter o meu desenho escolhido para as medalhas de Tóquio 2020. Nunca sonhei que o modelo que enviei seria selecionado. Espero que as medalhas sejam vistas como um tributo aos atletas, seus esforços e que reflitam a glória e a amizade – disse Kawanishi. Medindo 85 milímetros de diâmetro, de um lado a medalha apresenta ‘nike’ – a deusa grega da vitória orgulhosamente na frente do estádio Panathinaikos em Atenas, em referência à história grega dos jogos. Na frente, a medalha é gravada com ‘Tokyo 2020’ e, claro, os cinco anéis olímpicos, que se tornaram simbólicos do evento internacional,...
O Design e a luta contra a concorrência

O Design e a luta contra a concorrência

Buscar pelos serviços de design se tornou imprescindível nos negócios. Sua capacidade de viabilizar uma comunicação mais clara e eficiente, solucionar problemas estratégicos e aproximar os produtos do público alvo são algumas das grandes vantagens dessa relação. De uma forma geral o primeiro contato entre os consumidores e a empresa se dá através da percepção visual, seja por meio de uma embalagem, anúncio, uma postagem nas redes sociais, cartão de visitas, folder, uma fachada, um veículo plotado, um site, ou qualquer outro ponto de contato da empresa. Para que esse contato seja positivo, precisa haver uma conexão entre a marca e o público que se pretende atingir, caso contrário, pode passar despercebido. Em um mercado onde a concorrência em diversos setores é acirrada, a forma como a empresa investe em design é fator fundamental para gerar valor e ter vantagens competitivas. Um belo exemplo de concorrência foi visto na reportagem “Carrefour e Pão de Açúcar se enfrentam em todos os formatos de lojas” da Revista Exame. Nela percebemos que com reestruturações e novos lançamentos, os varejistas têm o desafio de rentabilizar modelos de supermercado e lojas de conveniência, bem como as vendas online. O design, não somente visual, como estratégico, fazem a diferença nesse aspecto. Na reportagem vemos que o Carrefour tem investido em produtos mais saudáveis e planeja aumentar a oferta de produtos orgânicos em suas lojas em 85% em 2019. A varejista espera que as vendas de alimentos orgânicos atinjam 500 milhões de reais até 2022. Já no Grupo Pão de Açúcar o destaque fica para o modelo de proximidade. A rede tem 235 lojas de proximidade,...
Nestlé cria embalagem resistente para substituir plástico

Nestlé cria embalagem resistente para substituir plástico

A Nestlé criou um material capaz de substituir as embalagens plásticas. Trata-se de um papel reciclado com revestimento de polímero que o torna impermeável e resistente o suficiente para passar pela linha de produção, transporte e armazenamento por nove meses. Segundo a empresa, o material reciclado se degrada depois de seis meses no oceano. Empresa conseguiu criar papel reciclado que se degrada depois de seis meses no oceano A empresa não revelou o investimento desembolsado para desenvolver essa nova tecnologia e disse que é muito cedo para avaliar qual será o impacto ao meio ambiente da troca do plástico pelo papel. A companhia diz que não pretende patentear a inovação, permitindo que outras empresas adotem o material a partir de abril de 2020. “Não é do nosso interesse segurar isso”, diz Jas Scott de Martinville, líder mundial de pesquisa e desenvolvimento de produtos de confeitaria da Nestlé, ao Financial Times. “Queremos que a indústria use papel.” Por enquanto, a nova embalagem é usada apenas nas barras cereais da marca YES!, vendidas em vários países europeus e que devem chegar em breve ao mercado global. Para que o material fosse viável, a empresa precisou adaptar as máquinas existentes e a velocidade da linha de produção. As alterações foram pequenas, mas aumentaram os custos. A barra custa £1,20 (em torno de R$ 5,60) – 50% mais que as concorrentes. Para Erwin Reisner, chefe do Centro de Economia Circular para Eliminar Resíduos Plásticos da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, a nova tecnologia da Nestlé é um “passo importante”. “Isso vai pressionar outros fabricantes”, afirma ao Financial Times. Para além de alternativas,...
Instagram começa teste para ocultar “likes” no Brasil

Instagram começa teste para ocultar “likes” no Brasil

Se você entrou em seu Instagram e notou algo de diferente, não se assuste. A plataforma anunciou que o Brasil se tornou o segundo país no mundo a participar de um teste que esconde as curtidas das fotos no feed. Ou seja, agora só os próprios usuários poderão saber se suas fotos floparam ou bombaram. Competição por cliques motivou decisão do Instagram; psicólogos consideram necessidade de aprovação em posts um risco à saúde mental Ainda que tenha deixado uma série de influencers e empresas de marketing angustiados, a mudança não foi feita pensando neles, mas sim nos usuários. Ao menos segundo o Instagram. De acordo com a rede social, a decisão é parte de uma série de ações que buscam transformar a plataforma em um espaço menos tóxico para a saúde mental de quem a usa. A discussão não é nova. Boa parte das críticas mais duras ao Instagram — e várias outras redes sociais — fala sobre a criação de uma espécie de realidade de faz de conta, onde todos projetam imagens irreais de sua rotina para se destacar no meio do algoritmo. “É um excesso de pressão social, numa estética do que alguns teóricos chamam de felicidade tóxica ou imperativo da felicidade. No seu extremo, ela passa a ser prejudicial à saúde emocional das pessoas, gerando mal-estar, baixa autoestima e desconforto”, explicou Rodrigo Nejm, psicólogo e diretor da SaferNet. O resultado: insegurança generalizada e baixa autoestima, que flutuam constantemente de acordo com o número de curtidas em cada postagem. E não precisa ser assim. “A plataforma pode fazer bem às pessoas, desde que a gente consiga usá-la com...